Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

[leia se tiver a certeza que quer ler este texto]

O personagem tem nove anos, perde a mãe de uma forma bastante dramática e inesperada. Ao longo de todos os parágrafos sinto o mesmo que Theo. A dor, a merda da dor da ausência. Ele relaciona tudo o que vê com a morte dela. Ele recorda-se de episódios soltos. Ele pondera as outras hipóteses no último dia, na esperança de conseguir mudar aquele fim. Ele aceita as palavras dos outros, “sinto muito”, “deve ser complicado”. Os silêncios dos amigos que não sabem o que dizer, preferem fugir. Os olhares de pena. Os objectos, o último hambúrguer, o último dia no cinema. A perda é tão forte. Os outros pensam que entendem mas não entendem nada. Quando Theo chega ao prédio onde morava com a mãe, o porteiro carega um embrulho, “foi a tua mãe que pagou este computador”, as minhas lágrimas caíram. Lágrimas magoadas, em silêncio. Porra, eu sou o Theo. Este Theo sou eu. A confusão. Claro que não sou. A autora nem me conhece. Nem eu perdi a minha mãe. Perdi o meu pai. Quando tinha quase nove anos. De forma dramática e inesperada. Algo que me marcou para sempre. Também eu senti os mesmos olhares, ouvi as mesmas frases e sei que ninguém entende esta dor só minha. Só por acaso, o meu pai ia oferecer-me um computador naquele natal. Andava a ver. Soube depois, "o teu pai era tão boa pessoa". Se tivesse recebido esse embrulho. Não recebi. Se tivesse recebido, teria sido a melhor prenda do mundo. Mesmo que fosse uma moldura, uma caneta, uma folha de papel. Não tenho nada que me ligue ao meu pai. Excepto o facto de ser sua filha. No sentido de ter um pedaço dele. Gostava. Qualquer coisa. Para não sentir que o perdi de vez.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D