Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

as pessoas conseguem ser parvas, não esquecer

Não gosto de fardas. Qualquer tipo de fardas. Nem de vestir, nem de ver nos outros. Não acho bonito, não me seduz, não acho feio, é-me indiferente. E agora, podem ir a correr contar às vossas amiguinhas que sou super mega parva porque escrevi um texto sobre fardas e não devia sequer saber o que isso é porque namoro e coiso. Alguém me disse no outro dia que se estava a cagar para o que os outros pensam e que eu devia escrever o que me apetecesse. Mas eu não deixo de escrever certas coisas por causa do que dizem, deixo de escrever para me proteger dos outros. Lá vem o recado, quanto mais te expões a probabilidade de receberes comentários parvos é maior. Ou de andarem a falar de ti em vão também. Não é que tenha medo que falem de mim, vejam se me entendem, mesmo que não tivesse um blog iam falar porque eu sou magra e esticadinha. É uma questão de proteção, defesa. Não quero estar no sofá a pensar, “a culpa é minha… toda minha…”. Porque, por vezes, a culpa é nossa. A exposição tem o outro lado da moeda, é como abrir a porta da minha vida para qualquer um espreitar e na verdade não é isso que apetece. E as pessoas, porra que as pessoas são parvas, pensam que sabem tudo porque contamos que temos um camisola nova. Às vezes, apetece, partilhar, dizer tudo, contar tudo, falar, sentir empatia, merdices,… E se eu quisesse, criava um blog secreto ou colocava este blog em privado mas escrever para alguém é melhor. Muito melhor. Escrever para mim não me satisfaz. Nem perto mais ou menos. Aposto que um livro nunca aberto tem consigo os personagens todos a chorar, aposto que são as lágrimas das histórias que envelhecem um livro. Não quero ser um livro fechado, tenho coisas para contar.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D