Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

Falemos em poupança (com a Bimby)

Tenho a Bimby há um mês. O ano está a passar a voar, abranda que tens tempo. Disse que ia escrever sobre a poupança (ou não) e cá estou eu.

Fiz contas ao resultado das compras feitas em Novembro. A Bimby ajuda a poupar ou não?

O gás durou quase dois meses. Poupança. Usei imenso o forno. Portanto, esqueçam aquela coisa de gastar mais gás com o forno. Conta da luz igual. Ao contrário do que pensam algumas cabeças a conta não aumentou com uso diário e regular da Bimby. Mas isso é uma questão a ver melhor na próxima factura.

Compras no supermercado. O valor mensal gasto diminuiu mas como tinha ainda alguma carne no frigorífico também só posso ter a certeza absoluta no final deste mês. Comi maravilhosamente bem, fiz diversas receitas e abusei na quantidade de bolos e doces. Com a diminuição das receitas aposto que vou poupar muito mais. Acho que a quantidade de sopa na Bimby não compensa ao contrário da tradicional sopa na panela. Aliás, prefiro o sabor e textura da sopa na Bimby, confesso. Lá em casa adoram.

Reparo que poupo mais se fizer compras semanais em vez da tradicional compra mensal. Os legumes não duram muito tempo, acabam por se estragar, ao contrário do que acontece com as compras semanais. Portanto, estou a fazer as compras dos produtos não fresco no inicio do mês e a compra dos frescos semanalmente. Com um plano de receitas semanal fica mais fácil na hora de fazer compras.

O consumo de leite, ovos, farinha,natas e legumes aumentou drasticamente. Deixei de comprar iogurtes e leite achocolatado, faço na Bimby. Não passo na secção dos congelados do supermercado. Se passar é para comprar frutos congelados. As bases das pizzas, os folhados, os doces, gelados são feitos na Bimby. O pão ralado e o bechamel também. Usava imenso bechamel, agora faço. Compensa imenso.

Lá em casa, evito repetir os bolos. Já sei quais são os mais económicos com base no número de ingredientes e no tamanho que ficam. Continuo a comprar pão em forma, apesar da possibilidade de fazer na Bimby. Opto por fazer croissant ou pães de leite. Os sumos do supermercado também acabaram lá em casa. Agora só sumos naturais. Poupança.

Houve um investimento da minha parte em alguns utensílios de cozinha. Um rolo da massa, formas em forma de ursinhos para bolachas, formas para bolos de vários tamanhos e uma tarteira prática.

Continuo a ficar fascinada com as coisas que posso fazer com a Bimby. Aproveito tudo. O que é fantástico para quem adora não desperdiçar nada. Quando não me apetece cozinhar na Bimby um prato mais elaborado, faço os bifes mais simples e deliciosos do mundo (palavras do homem lá de casa). Faço pão ralado (posso juntar alho, orégãos, salsa, coentros) em cinco segundos na Bimby, tempero os bifes com sal, passo no ovo e pão ralado e vai ao forno com azeite. Não conto o meu segredo, lamento. Enquanto está no forno, deixo o arroz cozer (posso fazer com cenoura,alho, alho francês, tomate) durante 17 minutos na Bimby. Só servir. As receitas são muito mais saudáveis. Para quem preza a saúde, também é uma boa opção.

O copinho da Bimby começou a estalar em menos de um mês. O que me fez torcer o nariz à qualidade do material. O preço da Bimby não é baixo, devia garantir qualidade de excelência. Contactei com a minha agente que se prontificou a dar-me um copo novo. Explicou-me que existia uma serie de copinhos feitos de um plástico com defeito e que só com a utilização era possível ver quais os defeituosos. Foi trocado no dia seguinte, sem problemas. Ela garantiu-me que não vai acontecer o mesmo com este. A ver vamos.

Todos os meses sai uma revista nova com receitas para a Bimby. Compro-a. Verifiquei ao pesquisar as revistas antigas na internet que as receitas repetem-se. De lamentar a falta de originalidade.

Este mês saiu um livro novo, "7 Dias com a Bimby". Comprei-o ontem. O livro está muito bom, tem receitas maravilhosas, estou ansiosa para experimentar tudo. Para além das receitas, traz uma ementa semanal preparada, assim como a lista de compras. Fiquei com água na boca ao percorrer as páginas do livro. Custou-me 19.90€ no supermercado.

O homem lá de casa ainda só fez uma receita sozinho na Bimby, bifes de cebolada, e saiu-se bem. Espero que comece a dar mais utilidade visto que agora tem mais tempo para se dedicar à cozinha.

Continuo bastante satisfeita. Não troco a minha Bimby por nenhum fogão do mundo.

Pessoas diferentes no mesmo mundo

Dizem que devemos aceitar as diferenças dos outros. Claro. Devo ser compreensiva com pessoas mal educadas. Afinal ,as diferenças fazem parte do mundo e só assim faz sentido. Vamos dar as mãos e orar. Não. Eu não tenho de ser compreensiva, nem aceitar as diferenças dos outros. Os outros não têm de ser como eu e moderar a má educação. Só precisamos de estar em cidades diferentes e não ultrapassar a liberdade um do outro. Fica lá no teu canto ou junta-me a um grupo de gente mal educada se faz favor.

Quando vim para aqui morar, neste planeta, não me deram escolha. Há que suportar, ou não.

Frio e calor

A guerra continua. Os friorentos contra os calorentos. Eu sou a calorenta. Não sei se a culpa é das hormonas. Não sei se a culpa é da falta de casacos dos outros. Não sei. Sei que vou ter de comprar uma ventoinha nesta altura do ano. Verdade. Só para sentir algum fresco nesta cara. Uma pessoa nem sabe como há-de trabalhar. Tenho as bochechas a arder. Help me.

Coisas sobre a minha gravidez (continua...)

Quando escolhi o nome do meu bebé não pedi a opinião de ninguém. Limitei-me a informar. Sem querer saber se iam gostar ou detestar. Tinha vários nomes de menina na lista, andei indecisa até que escolhi Francisca Maria. Ouvi bocas parvas em relação ao nome,” lembra-me o cão do Flávio (aquele do programa da tvi)”. E eu com isso. As pessoas fazem associações parvas e ainda as comunicam aos outros com se fossem muito sinceras e pudessem dizer tudo. O nome do bebé foi escolhido assim que meti os olhos no nome. Simples. Não conheço nenhum rapaz com o mesmo nome e acho que é um nome forte, bonito. Claro que as opiniões dividem-se, não se pode agradar a gregos e troianos. A minha mãe, por exemplo, tem alguma dificuldade para se lembrar dele. Interessa que os pais gostem, mais nada. E o bebé. Deduzo que não vá gostar. As pessoas nunca gostam do nome que têm. Eu tentei.

O que pode dizer uma foto do passado no Facebook

Uma foto do passado foi colocada no facebook. O meu cabelo era comprido, tinha um copo com bebida na mão, estávamos numa festa, divertidos. Um casal separado, outro casal entre acaba e começa e um casal que continua ( eu e o homem). Uma solteira ainda solteira, uma solteira agora quase casada. A foto foi tirada há sensivelmente um ano, menos. Alguém comentou que tinham sido belos tempos. Para mim, a foto não transmitiu nada de positivo. Excepto o facto de eu e o homem estarmos juntos, claro. Daquele grupo, apenas duas pessoas se mantém comigo, do meu lado. Noites de farra é assim mesmo, só arranjamos amigos de copos. Que desaparecem com inícios de relações, com discussões, problemas ou porque acabaram os copos. Não lamento o passado. Foi engraçado, diverti-me. Não lamento o presente, fora de questão. Penso no futuro, vejo-me noutra foto, com um copo com bebida na mãe, numa festa, cabelo comprido, divertida e com as pessoas que sobraram, as únicas que se preocupam verdadeiramente.

Alenquer, Vila presépio: uma proposta da CMA

 

Para animar a vila é proposto a todos os comerciantes e população uma ajuda na iluminação das ruas. A ideia é enfeitar as montras, varandas, casas, de forma a termos a nossa vila ainda mais iluminada neste época natalícia. São as luzes que encantam as noites frias desta estação. A ideia é da Chamara, uma proposta feita pelo Vereador da Cultura/Turismo Rui Costa. Seguem-se algumas surpresas, "apresentaremos um conjunto de propostas de actividades que devolvam aos alenquerenses o orgulho de viverem esta época do ano num verdadeiro clima e ambiente de Natal". Depois de algum tempo com um natal pobre em luz e actividade por parte da Câmara Municipal de Alenquer espera-se que este ano seja diferente.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D