Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

...

Estava redondamente enganada. A senhora da loja que falei em tempos é a senhora mais simpática de sempre. Arrependo-me totalmente de tirar conclusões precipitadas sobre alguém. Comprei a mala que tanto queria, cheia de caveiras e umas correntes, em saldos. Ainda lá ficou outra peça que ando a suspirar mas custa cem euros. Fora de questão. Contenção de custos e promessas, "não compras mais nada depois do kobo". Fui super bem atendida. A minha opinião mudou de besta para bestial  quando vi a dona da loja ajudar uma outra senhora de idade a descer as escadas com todo o cuidado, de braço dado. Adorei. Sou fortemente influenciada por pequenos gestos deste género.

...

Chegou a hora de parar para recomeçar sem confusão. Acumular situações não faz efeito, não apressa nada, não faz de mim a mulher crescida e responsável com tempo para tudo. Cedi: “chega, vamos lá a ter calma e não fazer tantas coisas ao mesmo tempo, tens de te focar”. Vou conseguir seguir uma linha, um caminho sem dispersar a minha atenção em diversos caminhos secundários? A cabeça não me deixa descansar, estou sempre a querer criar, a inventar, a fazer mais e mais. Não quero estar quieta. Se me dessem a oportunidade de expandir esta energia e focá-la num projecto seria muito mais fácil. Seria a cereja no topo do bolo. Seria capaz, pergunto-me. Escrever um livro dá trabalho e requer muita disciplina. Algo que não tenho, nem estou a conseguir exigir da minha rotina. Detesto pensar: “amanhã tenho tempo”, “vou mudar isto ou aquilo”. Algumas coisas estão a ficar para trás, não estou a saber distribuir prioridades. Blogues, canal no youtube, vida de casal, lazer, vida social, escrita,… Vamos lá a ter calma menina Cláudia.

...

Respondendo ao desafio da nice girl Raquel. Sete coisas totalmente aleatórias sobre mim.

1.       Já participei num concurso literário (não ganhei) e ando a preparar-me para participar noutro.

2.       Escrevi para a revista Egoísta (infelizmente a revista deixou de ser editada o mês passado, mas era u objeto de luxo e coleccionadores) com um texto intitulado "(Im)perfeita prisão" a convite da escritora Patrícia Reis. Inspirei-me numa história de amor vivida por mim e o meu actual namorado.

3.       Vivo com o meu namorado desde 2011, estou muito feliz, tem sido uma experiência super positiva.

4.       Adoro escrever desde os oito anos. Com dez anos pedi a minha primeira e única) máquina de escrever que ainda hoje guardo. Está exposta na minha estante de livros.

5.       Adorava conhecer Barcelona. A vontade nasceu depois de ler o livro “A Sombra do Vento” de Carlos Ruiz Zafón.

6.       Adoro cozinhar. Prefiro cozinhar pratos novos e aprender receitas novas.

7.       Com nove anos cortei a língua num escorrega. Levei dois pontos e fiquei sem falar em condições durante duas semanas. A comida tinha de ser passada. Não fui à escola durante uns tempos. Ainda hoje se nota.

3 surpresas literárias num só dia

Para começar a ler em inglês, começo logo em grande. Estes livros vieram diretamente da Irlanda,fiquei super contente mas apreensiva, vou conseguir ler em inglês? Devo começar por estes? Foi uma agradável surpresa de um leitor do blog, "Quero enviar-te uns livros, posso?". A ver vamos, a ver vamos. Depois partilho a minha experiencia literária. Obrigada ao Tiago.
A Editora Alfarroba enviou-me este livro com capa linda. Vou lê-lo e fazer um vídeo no canal amulherqueaamalivros. Eles têm edições lindas e títulos bastante sugestivos, apostam em livros diferentes. Estou de olho no livro "A Filha do Capitao" de Ludgero Nascimento dos Santos.
Também chegou este livro pelo correio! Uma leitora emprestou-me depois de saber da minha vontade de os ter. Ela nem os leu ainda! Sempre que alguém agarra neste livro não consegue parar e vai ler os outros pertencentes à colecção, é o que dizem por aí. Estou tão curiosa!

...

A mulher tirou o doutorado, faz questão de ser chamada Doutora Coisa. Não tenho canudo mas a minha mãe diz que tenho a mania que sou doutora. Não percebo o que tem uma coisa a ver com a outra mas decidi por bem partilhar. 

...

A moda diz que devemos andar como prisioneiras, de preto e branco. Pode ser, na verdade é assim que a malta vive. Prisioneira do tempo, do emprego, do dinheiro, do governo. Gosto de conjugar o meu estado espírito com aquilo que visto. A moda é um modo de expressão. Portanto, é a moda ideal. Sem qualquer dúvida, certo?

Pág. 1/11

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D