Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

mango e promoções falsas

Quem me conhece sabe que a minha marca de eleição é a Mango. No Campera, a Mango está com 50% de desconto em tudo. Tretas. Tinha lá estado a semana passada, o preço das camisolas é exactamente o mesmo. Ainda pensei que o desconto seria feito na caixa. Tretas. Já estava marcado com o dito desconto que não existia. É bonito enganar o povo e fazer promoções falsas. É bonito é. A loja estava cheia e havia muitas mulheres a gastar dinheiro porque desconheciam a verdade. Não foi por isso que deixei de gastar dinheiro também. Gastei mas chateada. A minha vontade era dizer, "vou levar isto, mas os preços são os mesmos da semana passada sem desconto, não me fazem de parva". Não disse, mas acho que perceberam quando coloquei uma camisa branca de lado em cima de uns cintos.  Acho eu.

opinião sobre o Último a Sair

Sou uma telespectadora regular do programa Último a Sai da RTP1. Porquê? Gosto do Bruno Nogueira. Imenso, imenso. Desde aquela cena do rapaz do bolo, lembram-se? Acho que a ideia está espectacular. Muito melhor que a seca do Peso Pesado e a falta de educação do Castelo Branco na TVI. Goza com os Big Irmãos e o resto da irmandade. É um pouco o retrato do ser humano quando metido numa casa com mais pessoas e com câmaras à volta. É um bocadinho a maldade, o tentar manipular, o fazer o jogo do coitadinho e o papel do sempre directo e sincero. É um bocadinho como cá fora. Onde as pessoas se atropelam para ser alguma coisa no seu meio. Onde os nomeados são as amizades de bar ou os romances mal passados. Gosto do programa porque o retrato quase fiel faz-me rir. De todos os personagens daria um nome de alguém que conheço. Aquele é aquele, aquela é aquela, a outra é aquela. Saberia quem nomear e inventar motivos. Não é assim? Não andamos sempre a inventar motivos para o que fazemos ou não fazemos? Gosto do programa Último a Sair porque junta os programas todos num só.

 

Ah, um palpite, para a semana deve sair a Sónia Balacó.

...

Acho piadas às pessoas que falam muito mas só as aguento dez minutos. Exacto. Dez minutos é o tempo máximo que uma pessoa que fale muito deve falar. Depois pode ir intercalando com sete minutos de silêncio, como no cinema. Uma pessoa consegue ligar o facebook e escrever uma porcaria qualquer sem interrupções ou ir ao twitter e dizer que está a chover. As pessoas adoram dizer que está a chover quando é evidente o chão molhado. Ao fim de sete minutos, o nosso cérebro está novamente fresco para conversar. Dizer palavras. Naqueles sete minutos dá para ler uma página de um livro e comer uma fatia de pão com manteiga sem barulhos esquisitos. Ao fim do dia, temos menos poluição verbal. O truque está  em saber aproveitar os dez minutos de forma eficaz, não falar no tempo ou no Goucha.

as mulheres feias não gostam de mulheres bonitas

A rapariga feia não gosta da rapariga bonita. É assim que o universo feminino funciona. És bonita? Então és vaca e não te vou convidar para o meu próximo casamento. Se és magra és um pau de vara. Se és gorda devias estar no peso pesado. Se és loira és burra. Se és morena és morena. Se gostas de ler não és divertida. Se preferes ver televisão és uma pedra. Se te vestes bem és como eu. Se te vestes mal és como a magra da loira. E por aí. As raparigas bonitas nunca vão aos casamentos das feias para não destoar, para não tirar a atenção à noiva. As mulheres bonitas são sempre amigas das feias. As mulheres feias são tão feias que só casam com homens feios. E quando falo em beleza, não estou a falar em beleza física. Vocês entendem. Sabem reconhecer um mulher feia com o cabelo bonito, à distância.

o próximo texto será um bocadinho melhor, prometo

Estava a ver que não escrevia outro texto. O computador adora bloquear a estas horas. Entre as dez e as onze. Adora ir passear e mandar-me tomar banho. Consegui mas assim que aqui cheguei tive imensa dificuldade em escolher o tema. Gosto de escrever sobre o amor mas também não me sinto deprimida o suficiente. A música por mais lamechas que seja não faz efeito. A Tyler está a falhar, porra. Tento puxar pela cabeça cenas antigas mas esqueci tudo. Tomei a liberdade de fazer como o meu computador. Mandei tudo tomar banho e fui ler para a sala. Antes, a ver se meto gotas no cabelo que está a ficar seco por causa do ferro de fazer caracóis.

...

Pedi ao amigo para me comprar o livro X na feira do livro. Acabou há muito tempo. Há tempo.suficiente para um café e uma troca de toma-lá-dá-cá. Nada. Moramos terra com terra mas falamos mais via internet que outra coisa. Não o oiço. Livros tenho muitos mas é nesta pequena situação que percebo que afinal a internet não torna o Mundo pequeno, só aumenta a distância entre as pessoas. A verdadeira distância.

...

 

O velho perguntou-me o que eu queria num homem. Não se pode querer nada de um homem. Uma mulher procura o amor nas palmas das mãos, no tamanho de um beijo e no jeito de abraçar. Um homem não pode ser falso, não pode amar uma  mulher e querer outra, não pode agarrar em tempo e tornar menor as horas das sombras ligadas. Pode mentir, dizer que somos as mais belas dos Mundo porque ao mesmo tempo estará a ser sincero. O amor é belo. O velho acha que sou maluca por não pedir nada a um homem. Não se pede nada a um homem. O desejo é sempre maior que o possível. Os sonhos servem para traçar planos. Uma mulher guarda os pedidos para as noites de Verão. O velho diz que somos tolas,  fala para mim em particular, "menina, podes ter tudo o que quiseres". "Eu sei.", digo-lhe. Ele concorda e desaparece como por magia sem me deixar explicar o resto.

 

Não tenho tudo, mas olhando para o que tenho posso dizer que não preciso de mais nada.  

...

Houve ali uma fase complicada entre as duas. Não se falavam, não se olhavam, mantinham a amizade de anos dentro do peito. Numa sexta feira à tarde foram fumar um cigarro juntas onde trocaram lágrimas ao canto do olho e numa palavra tudo voltou a ser como antes. Imperfeito.

...

Sei que achas graças ao meu movimento por entre as pessoas. De balanço em balanço por entre os teus amigos onde sou a tua preferida. O teu orgulho, assim como as medalhas do primeiro lugar. Dizes aquelas palavras doces por causa do meu especial jeito com as tuas letras. Os nossos beijos deixam bocas abertas, o desejo de terem desejos, no mínimo, parecidos. Estamos bem em qualquer lugar. am

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D