Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

Nada justifica?

 

 

 

 

 

 220932_100_7906

 

Depois de almoço combinaram ir até à praia. Por telefone. Bastava ela almoçar e seguiam caminho. Ela arranjou-se, de biquíni posto saiu de casa. Enviou-lhe uma mensagem a avisá-lo que seguia caminho. O lugar era o do costume. Ele não respondeu. Uns quilómetros mais tarde, ela voltou a enviar-lhe mensagem. Novamente silêncio. Decidiu ligar-lhe. Nada. Insistiu até chegar ao ponto de encontro. Nada. Ligou e voltou a ligar até os dedos se cansarem. O suor escorria-lhe pela cara, devido à brasa que se fazia sentir. Precisava de àgua. Começava a desidratar, tal era a raiva.  Esperou mais um pouco ,até não aguentar aquele Sol , aquele silêncio quente. Não era comum ele não atender o telemóvel. Não era. A cabeça dela criou milhões de histórias e nenhuma fazia sentido para justificar aquela atitude. Era demais! Voltou para casa, a prometer que só ia esperar por um sinal dele até às quatro da tarde. Quando chegou a casa bebeu meio litro de àgua e sentou-se no sofá a fingir que estava calma. Nada, o raio do telemóvel não tocava. As imagens na TV já não faziam sentido. O calor apertava, assim como a raiva. "Não, não te vais chatear com isto"!

 

O telemóvel tocou, era ele. Pediu-lhe para voltar ao ponto de encontro para irem à praia. Ela questionou-o, ele disse que já explicava. Ela irritou-se e conduziu novamente com a raiva instalada. Que será que ele ia inventar? Que desculpa teria para lhe dar? Nada justificava.

 

Quando ambos se encontraram, ouviu-se um pedido de desculpas. Ela explodiu. Desculpa? Nem penses! Que tenhas uma boa desculpa! Explica-te. 

 

Ele disse que tinha ido tratar de um assunto importante.  Ela com raiva na voz perguntou-lhe que assunto era, que não ia acreditar facilmente nele. 

 

Num gesto simples levantou a mão, onde pendurava o anel dela. O anel que ela tanto queria, que esperava fazia semanas.  De repente, a raiva desapareceu e o sorriso nasceu. Ela deixou de querer uma explicação para tudo. Ele chamou-a de tonta. 

 

Justificou.

 

 

Pára de me molhar!

 

 

 

Hoje houve mergulhos. Praia e areia da boa. Lembrou-se tudo do mesmo devido ao calor que se sentia. Eu estava ansiosa pela praia. Gosto de entrar no mar devarinho porque não aguento a água fria. Salpicam-me com as corridas de um lado para o outro, fazendo-me dar aqueles gritos feminos. Pára de me molhar!  Enquanto salto e me estico toda.  Gosto de molhar os outros, dando um pontapé na onda só pelo prazer de ver a outra pessoa fugir. Gosto da minha toalha amarela e de apreciar o Sol. Sacodem as pedrinhas que tenho nas costas, só porque sim. Levo o livro mas raramente pego nele. Apetece-me ficar calada. Apetece-me ficar por ali. Só que sou interrompida por um desejo de comer. Não fome minha. Fome de alguém por uma sandes de atum.

 

 

Eu comi um donuts.

 

( gosto de misturar os bikinis, misturar as cores, coisa de mulher)

O curso de escrita criativa não faz milagres

108535_jane-e1

 

Entrar num curso de escrita criativa está na moda, já deu para ver. Só que não penses que vais aprender a escrever um livro. Não penses que vais sair de lá um peritos do romance. Engana-se quem pensa assim! Primeiro há o amor pela escrita. Depois há o talento. A forma fluida de transmitir para o papel a história que se vai contar. Não é num curso que se ganha isso. Para mim, isso nasce com as pessoas e nem todos temos isso. Acreditem que escrever um livro é trabalhoso, mesmo que seja fácil para as mãos. Mesmo que seja a 4 mãos. Um curso de inglês ensina a falar e escrever em inglês. Um curso de escrita criativa não te ensina a escrever um livro. Aumentas os teus conhecimentos, aprendes a ler de outra forma, trocas impressões e quem sabe até um empurrão.

 

Um curso de escrita criativa não faz milagres. Se vale a pena? Vale. Dá-te talento? Não!

 

(ando a ler um livro maravilhoso. quando terminar cá estará a critica)

Ontem no Curso de escrita Criativa

 

Sabem quando vocês querem conhecer muito uma pessoa? Eu queria. Era a pessoa que mais queria conhecer neste Mundo dos Blogs. Autora deste e deste blog. Ela apresentou-se  e eu fiquei sem saber o que dizer. Para além de corar feita parva ainda fiquei muda. Ela é uma simpatia. Bonita naturalmente e cativa qualquer pessoa. Tive pena de ter tido um ataque de timidez, quando normalmente sou tão extrovertida.

 

Assim não Cláudia, assim não Cláudia!

Curso Escrita Criativa, o meu

 

 

O meu curso de escrita criativa é no El Corte Inglês. Gratuito. Dura um mês. Existem mais cursos para além deste. Desde cinema, a história de música. Com vários convidados. 

O link é este  http://www.elcorteingles.pt/0ASP/NOTICIAS/noticia_001.asp . A inscrição é por lá.

 

Eu estou a começar a gostar cada vez mais. Do professor que me foi conquistando aos poucos, do que tenho aprendido. Já tive o prazer de conhecer o escritor Pedro Paixão e parece que hoje vou conhecer a Patrícia Reis. O professor é o José Couto Nogueira.

 

Hoje tenho aula, é às 19horas.

 

Se vale a pena tirar um curso de escrita criativa? Sim, vale muito a pena! Não é por isso que vamos mudar a forma como escrevemos. Aprendemos sempre alguma coisa. Neste caso, estamos em contacto com vários escritores portugueses. Nos outros cursos não faço ideia.

Apostem em ocupar as vossas horas vagas com algo produtivo.

 

Que fazem nas horas vagas? Querem tirar um curso de escrita criativa? Conhecem algum destes escritores?

 

Dica da Mau Feitio

Próximo pequeno Grande Objectivo

 

Ir a Barcelona. Sentir aqueles cheiros, dançar ao som da guitarra e dançar como as sevilhanas. Namorar num banco de jardim velho e deixar-me embalar nas noites quentes de Verão. Vestir vestidos brancos para deixar a pele bronzeada à vista. Não me lembrar de algumas pessoas, lembrar-me de outras. Falar espanhol cãrino. Andar descalça pelo quarto cheio de roupas no chão. Escutar vozes a cantar doces melodias. Misturar-me naquela cidade, como fazendo parte de mim. Até sinto o cheiro da Barcelona desconhecida que quero conhecer. Que já amo, mesmo antes de lá ter estado. Pode ser que me inspire. Pode ser.

 

não me chamo Cláudia Oliveira se não for até Barcelona este Verão. Tenho sangue espanhol.

 

(   Influencia dos filmes que vi e dos livros que li. Dos cds que oiço )

 

Já foste a Barcelona? Qual é a tua próxima viagem?

 

 

Parabens a nós

 

Tinha um projecto em mãos para terminar. Andei a enrolar, enrolar,... Talvez para não colocar um ponto final. Odeio pontos finais. É um adeus e nunca um até já. Isso provoca-me medo. Uma pessoa fica desorientada quando há um final. Vem sempre a pergunta: E agora?

 

Sinto um misto de alegria e tristeza. De alivio e concretização de um sonho que achava ser incapaz de terminar. É um pequeno grande objectivo cumprido. 

 

Por isso "ESTAMOS" de parabens.

 

A vida vence-se assim, com pequenos passos. Já deste o teu?

 

 

Pág. 1/5

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D