Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

A Mulher Certa

claudiaoliveira23[gmail]com

Fica comigo só mais uma noite

Ruelle Knit Dress from www.chiccane.com, Zara Leather from www.zara.com, Diesel Leather & Stud from www.diesel.com, Zara Thigh High Boots from www.zara.com

 

Se o meu pai estivesse aqui não me conhecia. Ia perguntar pela miuda que não tinha medo e sabia sempre o que não queria. Ia dizer-me para me sentar nas escadas e fazer força para me lembrar de como era. Eu não ia querer pensar. Simplesmente ia abraçá-lo com toda a força do Mundo e pedir-lhe para ficar comigo mais uma noite. Só mais uma. Que nunca mais o queria perder para os outros. Se o meu pai estivesse aqui, mas não está. Se ele me viesse visitar ia agarrar-me na cara, afastando o meu cabelo, olhava-me nos olhos procurando a sua Cláudia. Eu ia dizer-lhe baixinho, "aqui". E mais uma vez ia gritar-lhe com as lágrimas em todo o meu rosto que não se fosse embora, que ficasse só mais uma noite comigo. Que preciso dele. Preciso e ninguém imagina porquê. O seu amor vale mais que todos os amores que perco a escrever. Por não ter o seu amor, perco-me a procurar amores. Se ele ficasse mais uma noite não teria de chorar por ninguém. Muito menos ia precisar de mais alguém. Estupidos amores. Estupidos. Que não sabem o que é isto de perder a pessoa que mais se ama. Porque não perdem. Se o meu pai me abraçasse,  ia perceber que a sua miuda ainda aqui está. "tu costumavas enfrentar-me, e agora?". Verdade, ele dizia não, gritava-lhe um sim. Queria controlar-me e não conseguia. Por isso deixo que agora me controlem, deixo que me digam que não, fechando a porta mesmo na minha cara. Com medo. Se ele me ligasse para o telemóvel, ia perguntar-me o que estava a fazer. "estou à tua espera". Mas nem sequer sabe o meu numero. Eu ia falar-lhe do meu sonho de escrever para todos, sem me calar. Gesticulando. Ele não ia dar-me os parabens mas ia estar ali. Estar ali, é estar vivo. Mais que um telefonema, seria só a coisa que mais queria ter. Uma noite. Nem peço mais. Para lhe perguntar se pensou em mim naquele ultimo minuto de vida. Se sabe que ganhei medos, vazios e muito tempo comigo. Que não consigo partilhar com ninguém a sua falta. Só mais uma noite. Se o meu pai viesse ver-me, ia dizer que não tinha tido culpa. Eu ia culpá-lo e depois desculpava tudo. Até o facto de ser amargo comigo às vezes. De nunca ter dito que me amava, o que tanto procuro que os outros digam. Que amem de verdade, porque ele não teve muito tempo para isso. Sei que ia ficar durante dez minutos sem olhá-lo, com medo de não dizer tudo o que queria. Acabando por não dizer nada. "Cláudia, fala!". Não consigo, sou como tu. Aprendi a falar para dentro, diria. "Cláudia, não tens nada para dizer?". Tenho, "odeio-te por me teres deixado naquela noite de Novembro, aflita por amor que não vejo em ninguém". 

 

Perdi  a miuda do meu pai na noite que ele se foi embora. Se ele não tivesse partido ia chamar-me filha pela primeira vez e diria.  "Filha, tens de enfrentar. Se soubeste viver sem mim, saberás viver sem o resto".

 

Quem disse que sei viver sem ti?

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Cláudia Oliveira 20.12.2009 23:24

    Escreve sobre ele, gosto tanto de te ler.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D